No Programa “3 em 1” (três reacionários contra um progressista) de 29/07/2022 na rádio/TV Jovem Pan, associada ao governo de Jair Bolsonaro, que transmite com exclusividade as bizarras “lives presidenciais de quinta-feira”, entrevistas e pronunciamentos oficiais diretamente do Palácio da Alvorada, Rodrigo Constantino – mais conhecido como “Rodrigo Cocô”, apelido carinhoso que lhe deu seu mestre Olavo de Carvalho -, tentava justificar a sangrenta ditadura de Augusto Pinochet no Chile (1973-1990), que matou três mil pessoas e torturou 40 mil, quando foi desmascarado por Fábio Piperno, que o pegou em flagrante fabricação de Fake News ao vivo e em cores:

CONSTANTINO: Depois de tudo isso veio uma guerra civil e um Pinochet…

PIPERNO: Que guerra civil???

CONSTANTINO: Hããã… Três mil pessoas morreram no primeiro ano…

PIPERNO: Que guerra civil??? Houve, sim, uma invasão do Palácio, mataram o Presidente e pronto. Não teve nada de guerra civil. Ô, ô, ô, Calma lá!

CONSTANTINO: Hããã… Você é ignorante em História, só entende de futebol.

PIPERNO: Você é uma mula, você é uma besta e você tenta enganar todo mundo. Você é um farsante intelectual.

Cabe lembrar que Pinochet, além de ditador sanguinário, foi um dos maiores corruptos do século XX, com mais de 20 milhões de dólares acumulados em vinte anos de roubos. Ele escapou de ser extraditado da Inglaterra para ser julgado como genocida num tribunal da Espanha graças às pressões exercidas no governo inglês por Margaret Thatcher, que saiu em defesa de seu “amigo que ajudou a combater o comunismo”. A “dama de ferro” é um dos ídolos de Constantino.

Um canal da extrema-direita recortou o trecho do “3 em 1” e inverteu a realidade, como se Constantino tivesse vencido o debate. A inversão da realidade funciona maravilhosamente dentro da bolha ideológica: os comentários dos seguidores do canal elogiam cegamente o desempenho de Constantino, que teria massacrado Piperno, quando ocorreu exatamente o contrário. Mais uma prova de que os bolsonaristas vivem hoje num Brasil Paralelo, construído com Fake News, discursos de ódio e fatos alternativos, onde a Realidade não é mais capaz de penetrar:

https://www.youtube.com/watch?v=6ljZgXHToRs

O apresentador Paulo Mathias, alertado por seus superiores, interrompeu a discussão antes que Constantino fosse completamente desmoralizado. De tão extremista, ele já foi demitido pelo veículo por fantasiar em seu canal pessoal no YouTube o estupro coletivo da própria filha, mas foi reintegrado depois que o escândalo esfriou. A rádio/TV Jovem Pan, do empresário Tutinha, tornou-se a maior difusora de Fake News, discursos de ódio e fatos alternativos, radicalizando seu público e eximindo-se, para escapar de processos, da responsabilidade pelo seu material tóxico, no final de cada programa:

Abaixo temos o programa completo no YouTube. O trecho transcrito acima encontra-se em 33:50. Em seguida, na retomada do programa após sua interrupção editorial, podemos observar a cara amarrada de um abatido Constantino. Sua expressão patética de desolação e derrota demonstra o quanto ele “venceu” o debate. Desmascarado e humilhado por Piperno, ele não se mostra mais o ser arrogante e agressivo de antes, recolhendo-se, como bem lhe convém, à sua insignificância e mediocridade.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.